contato@turismodeexperiencia.com.br
contato@turismodeexperiencia.com.br

Um passeio pelo antigo Rio de Janeiro

Dando sequência à nossa máquina do tempo, vamos aproveitar o aniversário da Cidade Maravilhosa para fazer um passeio pelo antigo Rio de Janeiro? Montamos um roteiro de 1922 para lá de especial para você curtir e sonhar. Apertem os cintos que nossa viagem vai começar!

Saindo de Santa Teresa, logo cedo pegaremos o bonde em frente ao Largo do Curvelo até a Catedral de Nossa Senhora do Carmo, para assistir a missa. No caminho, passaremos pelo Convento e pelo Viaduto de Santa Teresa, por cima do Aqueduto da Carioca, os famosos Arcos da Lapa.

Na saída da igreja, iremos a pé até a Praça XV, passando em frente ao Paço Imperial. Ali, a Princesa Isabel assinou a Lei Áurea, libertando os escravos em 1888. O local é agora a sede dos Correios, pois o governo não quer nada que lembre o período imperial nesse momento tão efusivo da República. De lá, iremos até o Mercado Municipal porém não almoçaremos naquele local, pois o edifício estará sendo utilizado como Pavilhão das Indústrias Particulares na Exposição do Centenário. Desfrutaremos uma bela feijoada em um restaurante próximo, acompanhada de uma caipirinha, recém chegada ao Rio vinda do interior de São Paulo.

Mercado Municipal após a reforma para a Exposição do Centenário historiasemonumentos.blogspot.com

Na saída, tomaremos outro bonde até a tradicional Confeitaria Colombo, cruzando a Avenida Rio Branco. Tradicional e recém ampliada, tomaremos ali um bom café. Os enormes espelhos de cristal trazidos da Bélgica vão impressionar a todos. Talvez encontremos o compositor Heitor Villa-Lobos em uma das mesas, lendo um jornal e fumando seu habitual charuto. Pelo salão, mulheres elegantes desfilarão com pequenos chapéus e franjas de ornamento.

Desceremos a Rua Gonçalves Dias até o Largo da Carioca, com seu belo chafariz. Passaremos pelo Teatro Municipal, pela Escola de Bellas Artes e pela Biblioteca Nacional.

A cidade estará fervilhando, devido à Exposição Internacional do Centenário da Independência. Acompanharemos a chegada de Anésia Pinheiro Machado, a primeira mulher a realizar um voo de São Paulo ao Rio de Janeiro, a bordo do seu avião Caudron G.3. Ela receberá uma carta de felicitações de ninguém menos do que o Pai da Aviação, o grande Alberto Santos Dumont. Infelizmente, não teremos o prazer de encontrá-lo, pois ele acaba de regressar a Paris, depois de anos vivendo em Petrópolis em seu chalé “A Encantada”.

Exposição Universal do Centenário da Independência – Parque de Diversões

(historiasemonumentos.blogspot.com)

Observaremos ainda alguns pavilhões e palácios temporários sendo construídos com certo atraso para a Exposição, após a derrubada do Morro do Castelo. Houve muita discussão quando derrubaram o morro. Foi onde a cidade nasceu, com muitos edifícios históricos, mas alegaram que estava atrapalhando o progresso e a circulação de ar pela cidade.

Pegaremos outro bonde em direção ao Passeio Público e passaremos pela Praça Ferreira Vianna. Tomaremos uma bebida no bar Amarelinho para nos refrescar. No caminho, ainda passaremos pelo Palácio Monroe, que foi projetado para ser o pavilhão do Brasil na Exposição Universal de 1904 em Saint Louis, nos Estados Unidos. Após o evento, ele foi desmontado e transportado para o Rio de Janeiro, sendo inteiramente remontado.

Palácio Monroe na Exposição Universal do Centenário da Independência

(historiasemonumentos.blogspot.com)

 

Chegaremos ao Passeio Público, o primeiro parque público das Américas, inspirado em seu homônimo de Lisboa e construído por Mestre Valentim. Iremos até a Fonte dos Amores e ao belvedere para apreciarmos a vista do mar. Passaremos pelo Chafariz do Menino e visitaremos também o belo aquário.

Chegaremos por fim aos jardins da Praia da Lapa, de onde avistaremos o Morro da Glória. Passaremos pelo Largo de mesmo nome e seu famoso relógio. Chegando na praia, nos deslumbraremos com o luxo do Hotel Glória, recém-inaugurado para a Exposição Internacional. Passaremos ainda pela Praia do Flamengo e admiraremos a vista da Urca e do Pão de Açúcar.

Hotel Glória (Acervo o Globo)

 

De lá, seguiremos para o Palácio do Catete, sede do governo federal, nos últimos dias do mandato do presidente Epitácio Pessoa. Sabemos que Artur Bernardes ganhou as últimas eleições e tomará posse em quinze de novembro próximo. Isso gerou um grande descontentamento por parte dos militares, que se rebelaram em julho último na chamada Revolta dos Dezoito do Forte de Copacabana.

Tomaremos mais um bonde em direção às Laranjeiras. Estará acontecendo a sexta edição do Campeonato Sul-Americano de Futebol, com muito entusiasmo da torcida, que comparece em peso ao Estádio do Fluminense. O Brasil empatou com o Uruguai sem gols há alguns dias e está muito bem na competição. Dessa forma, podemos repetir o feito de 1919, quando ganhamos nosso primeiro título internacional no mesmo local.

Por falar em futebol, o clube da elite Fluminense e o Botafogo fazem o maior clássico da cidade, tanto em Laranjeiras como em General Severiano. Porém, o Flamengo, o clube da Rua Paysandu, também nas Laranjeiras, já começa a fazer frente aos grandes. Outra agremiação que merece destaque é o Vasco da Gama, clube da comunidade portuguesa, que manda seus jogos em Andaraí, na Zona Norte. Outro time de expressão é o América, cujo estádio é o da Rua Campos Sales, na Tijuca, também na Zona Norte.

Outro bonde e estaremos a caminho do Jardim Botânico. Passaremos pelo Corcovado, cujo trem até o topo parte de Cosme Velho. Infelizmente, não poderemos apreciar a maravilhosa vista lá do alto pois uma grande construção acaba de começar: a do Cristo Redentor, que será um grande símbolo de nossa cidade.

Faremos um rápido passeio pelo agradável Jardim e contornaremos de bonde a Lagoa Rodrigo de Freitas, que passa por obras de saneamento que a ligará ao mar. Passaremos por Leblon, Ipanema, Arpoador e desceremos em Copacabana na Avenida Atlântica, recém alargada. Na calçada, poderemos apreciar as pedras portuguesas com o desenho de sinuosas ondas. Observaremos também a construção de outro grande hotel, o Copacabana Palace, único edifício de porte em meio às casas.

Em outro momento e com roupas apropriadas poderemos desfrutar de um bom banho de mar, muito indicado para reumatismos e outras enfermidades.

De lá, retornaremos. Passaremos ainda em frente ao Cemitério São João Batista, última morada de figuras ilustres como os escritores José de Alencar e o grande Machado de Assis, que tanto detalhou o cotidiano carioca. Fim de nossos serviços.

E você, gostou do passeio pelo antigo Rio de Janeiro? Temos um roteiro que reconta os Passos da Realeza na cidade. É só clicar aqui.

Conheça também a Easy Travel Shop, uma plataforma de experiências em todo o Brasil.